Segmentação de Mercado

June 18, 2007

Um dos grandes objectivos das empresas é vender, quer seja produtos ou serviços. Para isso é necessário apostar em campanhas de marketing eficientes que consigam chegar até ao público pretendido.

O erro de muitas organizações é não delinearem bem o segmento de mercado que desejam atingir com o produto/serviços que criam, acabando por desenvolver campanhas com as quais o público-alvo não se identifica.
No entanto, a segmentação de mercado está a ser usada eficazmente por uma grande parte das empresas nacionais e estrangeiras, nomeadamente, através da criação de personagens e ambientes que visam criar laços de empatia entre o produto/serviço e os consumidores.
A campanha desenvolvida deve motivar o consumidor a comprar esse determinado produto/serviço. Quando não há motivação, deve criar-se no público a necessidade de ter o produto/serviço, através das campanhas de marketing.
O tipo de anúncio, as personagens, as cores, o ritmo, a música – tudo deve ser pensado ao pormenor e adequado à imagem que queremos passar do que estamos a vender. Por outro lado, elementos como o preço, o poder de compra e a posição da marca no mercado são aspectos a ter em conta, quando se faz uma segmentação de mercado.
Actualmente, a televisão é o meio de comunicação mais utilizado para publicidade, pois é aquele que mais rapidamente chega à população. Quando se quer vender um produto, investir num estudo de segmentação de mercado é importante, porque é a partir dele que se vai poder desenvolver as estratégias de marketing.
Em publicidade nada é feito ao acaso, contudo as empresas que apostam na criação de uma relação com o cliente, são, seguramente, as que têm mais sucesso. Assim como todas aquelas que sabem exactamente onde “atacar”.
A segmentação permite identificar o grupo (ou grupos) de consumidores onde se deve investir para comercializar um produto/serviço.
O segredo das vendas é saber para quem dirigir a campanha de marketing.
Advertisements

Segmentação de Mercado

June 18, 2007

Um dos grandes objectivos das empresas é vender, quer seja produtos ou serviços. Para isso é necessário apostar em campanhas de marketing eficientes que consigam chegar até ao público pretendido.

O erro de muitas organizações é não delinearem bem o segmento de mercado que desejam atingir com o produto/serviços que criam, acabando por desenvolver campanhas com as quais o público-alvo não se identifica.
No entanto, a segmentação de mercado está a ser usada eficazmente por uma grande parte das empresas nacionais e estrangeiras, nomeadamente, através da criação de personagens e ambientes que visam criar laços de empatia entre o produto/serviço e os consumidores.
A campanha desenvolvida deve motivar o consumidor a comprar esse determinado produto/serviço. Quando não há motivação, deve criar-se no público a necessidade de ter o produto/serviço, através das campanhas de marketing.
O tipo de anúncio, as personagens, as cores, o ritmo, a música – tudo deve ser pensado ao pormenor e adequado à imagem que queremos passar do que estamos a vender. Por outro lado, elementos como o preço, o poder de compra e a posição da marca no mercado são aspectos a ter em conta, quando se faz uma segmentação de mercado.
Actualmente, a televisão é o meio de comunicação mais utilizado para publicidade, pois é aquele que mais rapidamente chega à população. Quando se quer vender um produto, investir num estudo de segmentação de mercado é importante, porque é a partir dele que se vai poder desenvolver as estratégias de marketing.
Em publicidade nada é feito ao acaso, contudo as empresas que apostam na criação de uma relação com o cliente, são, seguramente, as que têm mais sucesso. Assim como todas aquelas que sabem exactamente onde “atacar”.
A segmentação permite identificar o grupo (ou grupos) de consumidores onde se deve investir para comercializar um produto/serviço.
O segredo das vendas é saber para quem dirigir a campanha de marketing.

Ambiente saudável no trabalho é sinónimo de melhor desempenho

June 1, 2007

O ambiente vivido nas empresas é crucial para o sucesso das equipas de trabalho.

A melhor forma de conseguir harmonia no local de trabalho é saber conviver com os seus colegas: não existe nada mais desagradável do que o mau ambiente provocado por intrigas e «mexericos».
Se ajudar os seus colegas e se essa ajuda for recíproca, vai ver que o ambiente será muito melhor.
Engolir o seu orgulho é outra das características necessárias para que tudo resulte na perfeição. Não seja teimoso(a) ao ponto de não conseguir admitir que errou. Seja humilde e dê valor às ideias que os seus colegas apresentam. Deve recordar-se de que não é o/a detentor(a) da verdade.

Para além disso, deve ouvir a opinião dos outros antes de tomar qualquer tipo de decisão. Pode não ter importância nenhuma, mas os seus colegas vão gostar de ser ouvidos.
Esteja aberto(a) para os outros e mostre entusiasmo por aquilo que faz, aceitando todas as críticas que possa vir a ter.
Por muito duras que sejam, as críticas são construtivas e a partir daí só se pode melhorar.
Seja mais participativo. Pergunte e partilhe ideias, mas não se esqueça que não as deve impor.
Para conhecer de uma forma mais aprofundada os seus colegas, combine alguma actividade fora do meio de trabalho. Reúna-os e divirtam-se.

Nem sempre é fácil trabalhar em equipa, no entanto, o desempenho dos colaboradores pode diminuir perante os conflitos de opiniões e a incapacidade de partilhar ideias.
Não contribua para criar conflitos e «guerras».
Todos têm a ganhar se interagirem positivamente.

Fonte: Expresso Emprego


Ambiente saudável no trabalho é sinónimo de melhor desempenho

June 1, 2007

O ambiente vivido nas empresas é crucial para o sucesso das equipas de trabalho.

A melhor forma de conseguir harmonia no local de trabalho é saber conviver com os seus colegas: não existe nada mais desagradável do que o mau ambiente provocado por intrigas e «mexericos».
Se ajudar os seus colegas e se essa ajuda for recíproca, vai ver que o ambiente será muito melhor.
Engolir o seu orgulho é outra das características necessárias para que tudo resulte na perfeição. Não seja teimoso(a) ao ponto de não conseguir admitir que errou. Seja humilde e dê valor às ideias que os seus colegas apresentam. Deve recordar-se de que não é o/a detentor(a) da verdade.

Para além disso, deve ouvir a opinião dos outros antes de tomar qualquer tipo de decisão. Pode não ter importância nenhuma, mas os seus colegas vão gostar de ser ouvidos.
Esteja aberto(a) para os outros e mostre entusiasmo por aquilo que faz, aceitando todas as críticas que possa vir a ter.
Por muito duras que sejam, as críticas são construtivas e a partir daí só se pode melhorar.
Seja mais participativo. Pergunte e partilhe ideias, mas não se esqueça que não as deve impor.
Para conhecer de uma forma mais aprofundada os seus colegas, combine alguma actividade fora do meio de trabalho. Reúna-os e divirtam-se.

Nem sempre é fácil trabalhar em equipa, no entanto, o desempenho dos colaboradores pode diminuir perante os conflitos de opiniões e a incapacidade de partilhar ideias.
Não contribua para criar conflitos e «guerras».
Todos têm a ganhar se interagirem positivamente.

Fonte: Expresso Emprego