Trabalho: concentração diminui a meio da tarde

Depois do almoço, já todos sentimos aquela moleza que torna difícil a tarefa laboral.
De acordo com um estudo realizado por uma empresa britânica, que reflecte igualmente a realidade em Portugal, uma grande parte dos trabalhadores perde a concentração laboral a meio da tarde.
Os especialistas referem que o momento de maior produtividade situa-se a meio da manhã, por volta das 10h30. Os resultados foram obtidos com base em entrevistas a 2.736 pessoas que trabalham em escritórios na Grã-Bretanha.
Segundo o estudo, 82% dos inquiridos revelou trabalhar melhor da parte da manhã, assim como 76% acrescentou que a meio da tarde (por volta das 15h30) começa a perder a concentração e por conseguinte, a pensar em outras coisas que não o trabalho.
Alan Price da empresa responsável pela pesquisa afirmou «as pessoas disseram-nos que perdem a concentração depois das 15h30 e que começam a planear o que vão fazer depois do trabalho, o que vão comer ao jantar, para onde vão sair à noite, ou simplesmente passam o resto do dia a navegar na Internet».
Cabe às chefias das empresas encontrar métodos que não deixem os funcionários perder o interesse do trabalho a meio da tarde, já que uma grande parte das pessoas trabalha até às 18h30. «Parece que os funcionários pensam que já fizeram quase tudo o que precisavam a essa hora e que podem desligar-se (do trabalho). Infelizmente, isso pode ser frustrante para os chefes das empresas, porque pagam aos empregados para que eles trabalhem um certo número de horas», diz Alan Price.
Pausas, ginástica no local de trabalho, sair um pouco do escritório, nem que seja por dez minutos, são algumas das opções que podem ser um incentivo à produtividade. Para além disso, atribuir prémios de compensação laboral é também uma alternativa: por exemplo, se o colaborador fizer o trabalho estipulado para esse dia, a chefia pode deixá-lo sair mais cedo.
Price aconselha «é preciso pensar em introduzir metas que possam ser alcançadas e que permitam que o funcionário saia um pouco mais cedo como prémio ou instituir um prémio semanal por excelência no trabalho».
Os gestores de recursos humanos devem analisar aquilo que pode vir a facilitar a vida dos seus funcionários, para que estes se dediquem mais ao trabalho. Outra hipótese, é permitir que o colaborador trabalhe em casa sempre que possível.
Trata-se de formas de estimular o desempenho profissional. Actualmente, o stress em que as pessoas vivem e as imensas tarefas que têm de realizar todos os dias, contribuem para a falta de produtividade.
Cabe às empresas encontrar a melhor forma de incentivar os funcionários – colaborador satisfeito, produz mais e melhor.
Fonte: BBC Brasil. Publicado em New@This por Nuno Batista.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: