Gestor a tempo inteiro: ser Pai

A profissão mais exigente do mundo é ser Pai.

Com a vida agitada que hoje todos nós levamos, por vezes esquecemos o papel de pais, principalmente os requisitos básicos: saber educar.

Numa das muitas pesquisa que faço pela internet, deparei-me com o texto abaixo, do famoso Roberto Shinyashiki.

EDUCAR DÁ TRABALHO

Muitos pais confundem amar com mimar e por isso fazem tudo o que os filhos querem pensando que assim manifestam o carinho que sua missão exige. Não percebem que amar é educar, e não simplesmente dar aquele sorvete de chocolate às onze horas da noite para que o filho pare de chorar.

Pais que limpam o bumbum do filho de 3 anos porque acham que ele não vai saber limpá-lo direito não ajudam esse filho a conquistar a autonomia. Talvez a mãe superprotetora venha dizer: “Mas, Roberto, se eu não limpar vai ficar sujo”. O máximo que pode acontecer se ficar um pouco sujo é haver uma assadura, mas se não aprender desde agora a cuidar de si próprio o filho terá no futuro problemas bem mais graves. Estará sempre dependendo dos outros em coisas que lhe cabe fazer.

Os pais que sabem amar e educar não se assustam com a cara amarrada do filho que, por exemplo, na véspera da prova não foi autorizado por eles a passear. Esses pais sabem lidar com o mal-estar provocado pela chateação do filho, pois estão cientes de que o mais importante é sua formação para a vida.

*Você está educando de verdade seus filhos?
*Você está colaborando para que eles cresçam e saibam administrar a própria vida?

Quando os pais mimam seus filhos, contribuem apenas para que eles continuem a ser bebês de colo. Conheço pais que perguntam o tempo todo ao filho se quer água ou se está com fome. Não percebem que essa excessiva preocupação com o filho não o ajuda a buscar a própria comida…

Mimar é cansativo, mas é muito menos trabalhoso que educar.
Mimar é fazer tudo o que a criança quer.
É ficar à disposição do filho o tempo todo.
É protegê-lo de tudo temendo que algo de errado aconteça.
É não permitir que o filho experimente algo novo.
É não aguentar que a criança chore quando está contrariada.
É dar um presente ao filho toda vez que precisa pedir-lhe alguma coisa.
É querer que o filho esteja sorrindo o tempo todo.
Tudo isso cansa os pais e enfraquece os filhos. As mordomias fazem o filho imaginar que o mundo é um palácio em que ele, sentado no trono, será servido por todos ao menor estalo de dedos.

Educar, por outro lado, é mais trabalhoso. Mas cansa muito menos.
Os pais conscientes de que estão investindo no verdadeiro desenvolvimento dos filhos sentem-se mais firmes e mais seguros.
Educar é estimular a criança a agir por si própria.
É dar orientação para ajudá-la a desenvolver a autonomia e a responsabilidade.
É deixar que ela experimente a vida mesmo que tenha de arriscar-se um pouco.
É deixá-la viver, experimentar suas emoções, valorizar cada conquista.
É ajudá-la a superar desafios sem substituí-la nessa luta.
É conversar e conversar e conversar.
É escutar e escutar e escutar.
Educar é ver o filho aprender a subir a escada resistindo à tentação de levá-lo no colo.

De “PAIS E FILHOS – COMPANHEIROS DE VIAGEM”, de Roberto Shinyashiki
Para saber mais sobre Roberto, visite o site:
http://www.shinyashiki.com.br/
Publicado em New@This por Nuno Batista.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: